Infográficos

Witzel, da ascensão à crise

Em menos de três anos, deixou a magistratura, começou a campanha vitoriosa para o governo do Rio com menos de 1% das intenções de voto, ganhou projeção nacional e foi afastado do cargo

Wilson Tosta

28 de agosto de 2020 | 11h05

Mais conteúdo sobre:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.