Publicidade

Publicidade

Receita
Em cima de uma mesa preta, tem um prato branco com uma porção de salada, um picles fatiado e uma porção de steak tartare bem avermelhado. Atrás, está um cone vermelho com batatas fritas dentro e um aro de metalSteak Tartare do chef Alain Poletto Foto: Agência Lado A
Por Redação Paladar

Steak Tartare com barbecue

Aprenda a fazer o Steak Tartare do chef Alain Polleto, do Bistrot de Paris

DificuladeFácil
Tempo de preparoRápida
Rendimento1 porção
Veja o álbum com todas as receitas da Copa (clique aqui)O Steak Tartare fica muito bem servido quando acompanhado com batatas fritas e uma porção de salada. Que tal experimentar esse do Bistrot de Paris, idealizado pelo chef Alain Poletto?Você sabia que apesar desse prato ser bastante conhecido e frequentemente servido nos estabelecimentos da França, ele é originário da Alemanha? Uma das versões dá conta de que a origem é relacionada aos tártaros, povos bárbaros que habitaram a Europa Oriental. Daí o nome.Inicialmente, os alemães utilizavam a carne que havia sido o resultado da caça do dia para preparar a receita. Com o passar do tempo, os franceses adotaram o preparo do alimento em sua cultura e ela caiu no gosto popular. Gostou de saber um pouco da história do prato? Te convido, então, a experimentar essa receita do Bistrot de Paris, idealizado pelo chef Alain Poletto.

Ingredientes

  • 150 g de filé mignon
  • 20 g de ketchup
  • 5 g de molho barbecue
  • 30 g de mostarda Dijon
  • 2 g de cebolinha
  • 40 g de óleo
  • 1 gema
  • Sal
  • Pimenta-do-reino

Preparo

  • 1.Pique a carne em pedaços bem pequenos na faca limpa e bem fria.
  • 2.Reserve em uma tigela.
  • 3.Coloque a gema, mostarda, sal e pimenta em um liquidificador ou mixer (misturador elétrico).
  • 4.Comece a bater.
  • 5.Adicione o óleo em fio até virar uma maionese.
  • 6.Na tigela onde está a carne picada, junte a maionese e os ingredientes restantes.
  • 7.Misture bem.
  • 8.Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto.
  • 9.Sirva com salada e batata frita.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.