Publicidade

Publicidade

Três lugares bons para encomendar geleia, café, tempero caseiro, queijo mineiro...

Lojas online enviam kits de especialidades para clientes de todo o Brasil

Queijos artesanais sobre superfície azul. Foto: Paulo LemosFoto: Paulo Lemos

Especialidades da fazenda Lano Alto

Algumas das especialidades da fazenda Lano Alto Foto: Paulo Lemos

O slogan “produtos feitos para não durar” já diz tudo. A fazenda Lano Alto é o lugar certo para experimentar produtos fresquíssimos, feitos artesanalmente com todo o cuidado e capricho que se espera de um produto especial. Iogurte, queijo, café em grãos, doce de leite, fubá, manteiga fresca... Essas são algumas das atrações do site da marca que realiza entregas em todo o Brasil. Você pode escolher apenas um produto; optar pelos simpáticos combos, batizados com nomes como “Chico & Bento” (doce de leite + queijo) e “Um pro outro” (café + queijo), ou escolher uma das duas assinaturas: Essenciais (produtos sortidos da fazenda e de parceiros) e Laticínios.

A história da marca é de cinema: casal resolve largar tudo na cidade grande, mudar para o campo e iniciar a produção artesanal na fazenda localizada no alto da Serra do Mar. Um filho entra em cena para abrilhantar ainda mais um roteiro com cenas felizes e outras dramáticas, como em todo enredo que se preza. Isso foi há dez anos.

No início deste ano, a Lano Alto virou notícia por conta da destruição de um lote inteiro de queijos artesanais. Alegação para a ocorrência: queijos impróprios para consumo humano. Como acontece de tempos em tempos com pequenos produtores no Brasil... Provou-se o contrário via análises microbiológicas e, reviravolta feliz, a mesma receita de dois dos queijos destruídos levaram a faixa de Super Ouro e Ouro no Mundial do Queijo do Brasil. Detalhe: honraria conquistada entre mais de 1500 queijos brasileiros avaliados pelo prêmio.

PUBLICIDADE

“Já temos dois anos de luta para disseminar conteúdo relevante sobre produtos artesanais”, conta Paulo Lemos, um dos sócios da Lano Alto. Acabamos de receber registros importantes: um deles o de ser a primeira queijaria do estado de São Paulo autorizada a comercializar queijo de leite cru”.

As encomendas podem ser feitas via Instagram @lano_alto ou diretamente no site lanoalto.com

Os queijos da Ouro Canastra Q´jaria, em Tiradentes

Queijos em edições especiais enviados nas caixas da Ouro Canastra Q´jaria direto de Tiradentes Foto: Aline Anselmo

Da lojinha física em Tiradentes, de portas abertas para a Rua Direita, saem tiragens especiais de alguns dos melhores queijos mineiros do País. Apreciadores da iguaria, e de outras especialidades comercializadas por ali, podem aderir a um clube de assinaturas que sai da cidade histórica uma vez por mês. A lista é limitada e concorrida. No site está tudo bem explicadinho: “todo mês tem uma surpresa diferente, o clube é uma experiência de sabores, aromas e texturas”. Se você acha que queijo mineiro é tudo igual, prepare-se para mudar de ideia...

PUBLICIDADE

No clube de assinaturas de agosto, o perfil da marca anuncia em um reels: “Vindo diretamente de Itanhandu, na Serra da Mantiqueira, o queijo Estação, da Queijaria 50, é uma obra de arte”! Feita em caverna com controle de umidade, uma receita autoral inspirada nos queijos italianos. Sabor umami: começa levinho e adocicado e explode no paladar.”

Ficou com vontade de um queijim? Quem assina as caixas de queijos especiais enviadas para todo o Brasil pode optar pela assinatura continuada e também fazer pausas quando bem entender. Se você deseja ofertar de presente uma caixa de queijos para uma pessoa do seu grupo de afeto, a loja também se encarrega do bilhetinho de amor. Hospitalidade mineira a serviço da gastronomia, sabe como?

Quando sua caixa chega, não há dúvidas sobre a origem. O rótulo “Seu trem chegou” é o melhor certificado de origem.

Os queijos podem ser encomendados via Instagram @ouro_canastra ou pelo whatsapp: 32 98871 1389

Meu reino por uma boa geleia no Poht.e

PUBLICIDADE

Geleias, temperos e infusões da estreante Poht.e Foto: Tatiana Damberg

As geleias artesanais são as queridinhas da estreante Poht.e, criada pela produtora culinária Tatu Damberg. A ideia da marca tem apelo emocional. Tatu decidiu entregar para o mundo a receita de geleia de morangos da família de origem Leta. Mas aficcionada que é pelo preparo de boa receitas, decidiu compartilhar também potes com geleias de frutas amarelas (com suculentos pedacinhos de abacaxi, maracujá e damasco), do tempero umami que é sucesso na sua casa: uma misturinha de sal, cogumelo seco, algas, alho e pimenta e que vai bem com absolutamente tudo, do alho confitado que ela prepara como poucos.

No cardápio de atrações da marca entram ainda blends de infusões, açúcar de hibisco, latte bomb (canela, cravo, noz moscada, gengibre, cardamomo e um pouco de pimenta), para incrementar o leitinho nosso de todos os dias ou fatias de maçãs assadas.

As encomendas podem ser feitas via Instagram @poht.e

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE