Niemeyer recebe título de Cidadão Ilustre do Mercosul

O Conselho de Chanceleres do Mercosul decidiu outorgar, post mortem, o título de Cidadão Ilustre do Mercosul a Oscar Niemeyer, morto da noite de quarta-feira (5). A reunião, na manhã desta quinta-feira (6), começou com um minuto de silêncio em homenagem ao arquiteto, criador do Palácio do Itamaraty, a sede da diplomacia brasileira.

LISANDRA PARAGUASSU, Agência Estado

06 Dezembro 2012 | 15h37

No início da tarde, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, foi para o velório no Palácio do Planalto, acompanhado de representantes de todas as delegações que foram para a Cúpula. "Brasília não seria o que é sem a capacidade dele de sintetizar a criatividade brasileira", disse Patriota.

A proposta de outorgar o título foi da delegação venezuelana, que faz sua primeira participação como membro pleno do Mercosul. Niemeyer é autor do projeto de um Museu de Caracas, que nunca saiu do papel, mas é considerado um de seus mais belos trabalhos. Na Argentina, a única obra do brasileiro foi projetada em 2008, quando ele já tinha 100 anos. O Porto da Música, na cidade de Rosário, também ainda não foi construído por dificuldades financeiras da prefeitura local.

Mais conteúdo sobre:
Niemeyer morte Mercosul título

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.