PUBLICIDADE

Diário da Copa de 70: Simonal sem fôlego no treino da seleção

Cantor participou de aquecimento dos jogadores, mas passou mal por não estar aclimatado

PUBLICIDADE

Por Acervo
Seleção, Médici e Simonal noEstadão de 5/6/1970 Foto: Acervo Estadão

Após a vitória sobre a Checoslováquia, o dia seguinte à estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo no México foi marcado por treinos leves, entrevistas e visitas. Na edição de 05 de junho de 1970, entre vários relatos do dia anterior, o Estadão informava que o presidente Médici ligara para o vestiário da seleção no Estádio Jalisco pouco depois da vitória e que o cantor Wilson Simonal foi treinar com os jogadores, mas passou mal por não estar aclimatado à altitude:"O cantor Wilson Simonal foi a nota engraçada no treino de ontem. Êle apareceu com um uniforme todo vermelho (calção curto e camisa olímpica), entrando no grupo de jogadores que marchava fazendo flexões físicas, como aquecimento de músculos. Como chegou ao México há apenas três dias, Simonal não está aclimatado à altitude e por causa disso sentiu-se mal ao tentar acompanhar o ritmo dos jogadores, tendo de ser atendido pelos massagistas Mário Américo e Nocaute Jack, que lhe aplicaram massagens e molharam sua cabeça com água fria. O cantor ainda tentou permanecer no campo para assistir o resto do treinamento, mas o médico Lídio Toledo o aconselhou a ficar nos vestiários, para que se recuperasse, pois estava completamente tonto."

> Estadão - 5/6/1970

Notícias da seleção noEstadão de 5/6/1970 Foto: Acervo Estadão

.

Notícias da seleção noEstadão de 5/6/1970 Foto: Acervo Estadão

.

Notícias da seleção noEstadão de 5/6/1970 Foto: Acervo Estadão

.

.> Diário da Copa de 70: Brasil 4 x 1 Checoslováquia

> O Brasil nas Copas do Mundo

> Fotos: Copa do Mundo 1970 México

> Charge: expectativa para o tri

Veja também:

Publicidade

> Outras notícias históricas

> Todas as edições > Censuradas  > Tópicos  > Pessoas  > Lugares  > Capas históricas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.