PM é atacada após morte de motociclista no Rio

PUBLICIDADE

Por Luciana Nunes Leal
2 min de leitura

Revoltados com a morte de uma motociclista que tentou escapar de uma blitz, moradores da cidade de Paty do Alferes, no sul fluminense, incendiaram carros e atacaram uma unidade da Polícia Militar na noite deste sábado, 14. Segundo a polícia, Mara Lúcia Feijó da Silveira, de 30 anos, teria se acidentado sozinha quando era perseguida por PMs, depois de furar o bloqueio montado para a blitz, no bairro de Arcozelo. Pouco depois, começou a rebelião dos moradores, que cercaram soldados no quartel de Paty do Alferes. Com a chegada de reforço do PM, a situação foi controlada. Duas pessoas ficaram feridas, uma delas baleada. O outro ferido é um policial militar. Os seis detidos durante a rebelião prestaram depoimento e foram liberados.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.