PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Magalu traz executivos de concorrentes para importados e shopping virtual

Raul Jacob tem passagens por Shein e Shopee, e Kael Lourenço, pelo Mercado Livre

PUBLICIDADE

Foto do author Talita Nascimento
Atualização:
Magazine Luiza entrou com força no jogo dos importados por meio de uma parceria com a Aliexpress Foto: Divulgação/Magazine Luiza - 24/07/2024

O Magazine Luiza buscou na concorrência nomes para reforçar sua operação de shopping virtual. Um dos novos executivos, Raul Jacob, com a missão de estruturar a venda digital de produtos importados (cross border), tem passagens por Shein e Shopee. Já Kael Lourenço, que chega à varejista para acelerar o crescimento do número de parceiros e ofertas, passou pelo Mercado Livre.

PUBLICIDADE

Ambos os profissionais eram responsáveis pelas áreas de marketplace nas últimas empresas onde estiveram. Jacob é formado em Engenharia pela Universidade Mackenzie, fez especialização na britânica University of East London e estudou Marketing na Harvard Business School. Lourenço, por sua vez, é formado em Relações Internacionais pela Unesp, com especialização na Universidade de Santiago de Compostela (Espanha).

No fim do mês passado, o Magazine Luiza entrou com força no jogo dos produtos importados. A companhia tinha uma pequena operação em estudo, mas, por meio de uma parceria firmada com o Aliexpress, surgiu uma nova divisão de negócios.

Conversa com chineses ocorre desde 2023

As conversas entre a varejista brasileira e a gigante chinesa ocorrem desde o fim do ano passado, sendo que o recente encerramento da isenção do imposto de importação para produtos de até US$ 50 melhorou o diálogo entre ambas – enquanto o Magazine Luiza se queixava de arcar com o imposto, o Aliexpress vendia seus produtos no mercado brasileiro com isenção até esse limite de preço, seguindo as regras do Remessa Conforme.

Segundo o acordo, o Aliexpress passa a vender itens na plataforma da varejista brasileira e o Magalu, por sua vez, torna-se lojista da plataforma chinesa.

Publicidade

Analistas viram a iniciativa com bons olhos. No entanto, alertaram que a iniciativa é uma consequência do cenário competitivo acirrado do varejo digital, que leva à necessidade de uniões do tipo.


Este texto foi publicado no Broadcast no dia 10/07/24, às 15h52.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.