PUBLICIDADE

Gabriel Jesus reclama de faltas recebidas: 'Estão sendo muito agressivos'

Atacante do Palmeiras chegou a discutir com jogadores do Grêmio em derrota

PUBLICIDADE

Foto do author Almir Leite

Faz tempo que o atacante Gabriel Jesus vem prometendo se controlar dentro de campo, reclamando menos com a arbitragem e também evitando atritos com os jogadores adversários. Mas está difícil cumprir a promessa. Normalmente marcado de forma dura, e às vezes violenta, ele tem "perdido as estribeiras" rotineiramente. No jogo com o Grêmio, na noite de quarta-feira, na Arena do time gaúcho, não foi diferente. O atacante bateu boca com o lateral-direito Edilson, discutiu até com Luan, seu companheiro na seleção olímpica que conquistou a medalha de ouro nos Jogos do Rio, e também reclamou bastante com o juiz Cláudio Lima e Silva.

O garoto de 19 anos sabe que precisa se controlar mais. Mas admite que não está conseguindo, diante de tanta provocação. "Sempre vai ser assim. Os caras estão me marcando, estão sendo muito agressivos. Tento ficar calma, mas não dá. Toda hora sendo agarrado, sofrendo falta, e o juiz nada", desabafou Gabriel Jesus.

Gabriel Jesus voltou a mostrar nervosismo contra o Grêmio Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

PUBLICIDADE

O atacante está começando a criar fama de chorão, entre os torcedores e jogadores adversários. Mas no Palmeiras só tem defensores. A começar pelo técnico Cuca que, no entanto, entende que o jogador precisa se acostumar com essa situação. "O Gabriel é muito marcado. É duro. Com lealdade, mas duro. Ele tem que ir se adaptando a isso", alertou o treinador.

O Palmeiras agora volta a pensar no Campeonato Brasileiro, que lidera com 54 pontos, um a mais que o Flamengo. Na próxima segunda-feira o time enfrentará o Santa Cruz, no Recife. O lateral-direito Jean deverá retornar à equipe, que não contará com o atacante Dudu, suspenso. Gabriel Jesus, convocado para a seleção brasileira para os jogos com Bolívia e Venezuela pelas Eliminatórias, jogará normalmente no Recife e se apresentará a Tite na terça-feira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.