PUBLICIDADE

Gripe suína continua pandêmica, diz OMS

Organização manteve o alerta em nível 6 - o topo da escala; países foram orientados a [br]manter vigilância

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, anunciou ontem a manutenção do alerta de pandemia nível 6 - o topo da escala - para a gripe suína, que fez 18 mil mortos desde que foi descoberta, em abril de 2009. A decisão foi tomada pelo comitê de emergência da organização, composto por 15 consultores externos.Em comunicado, a OMS afirma que "a direção considerou que, apesar de o período mais intenso de atividade pandêmica já ter passado, a doença deve prosseguir". O comitê de emergência orientou aos governos que mantenham a vigilância, com medidas de saúde pública.A reunião dos especialistas ocorreu na terça-feira, por teleconferência, mas o resultado só foi divulgado ontem porque Chan aguardava a versão final do comunicado. O comitê voltará a se reunir no próximo mês, quando avaliará as informações relativas ao inverno do Hemisfério Sul, época em que a transmissão da gripe se agrava.De acordo com a OMS, o vírus continua sendo uma ameaça a grupos de pessoas vulneráveis, especialmente grávidas, crianças e portadores de doenças respiratórias, e, para eles, a vacinação continua recomendada. No Brasil, a campanha de vacinação contra a gripe suína acabou no dia 2, sem alcançar a meta de imunizar 80% de cada público-alvo. Entre as grávidas, por exemplo, a cobertura ficou em 70%. Questionamentos. Em março, o Conselho da Europa conclui que a OMS exagerou no alerta em relação à pandemia, colocando em risco a credibilidade de entidades internacionais. Especialistas da OMS também foram acusados de terem tomado as decisões sob influência de empresas farmacêuticas, mas não houve comprovação. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAISAS 6 FASES DA PANDEMIAFase 1: Há circulação do vírus apenas em animais. Fase 2: O vírus infecta também seres humanos.Fase 3: Pequenos grupos de pessoas infectadas por animais, mas sem transmissão expressivaentre humanos. Fase 4: O vírus sustenta surtos em comunidades.Fase 5: Transmissão sustentada do vírus em dois ou mais países de uma das seis regiões. Fase 6: Transmissão em mais de uma região.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.