PUBLICIDADE

Facebook ameaça bloquear compartilhamento de notícias na Austrália

O posicionamento da rede social é uma resposta a um projeto de regulação do país, que obriga plataformas digitais a pagarem pelo conteúdo das notícias

PUBLICIDADE

Por Redação Link
Atualização:
Além do Facebook, o projeto de lei em questão atinge outras plataformas digitais como o Google Foto: Dado Ruvic/Reuters

O Facebook disse nesta terça-feira, 1, que vai bloquear o compartilhamento de notícias na rede social na Austrália caso seja aprovada no país uma legislação que obriga plataformas digitais a pagarem pelo conteúdo das notícias. O posicionamento da rede social é uma resposta a um projeto de regulação da Comissão Australiana de Concorrência e Consumidores (ACCC) cujo objetivo é permitir que empresas de mídia australianas "pudessem negociar um pagamento justo pelo trabalho de seus jornalistas". 

PUBLICIDADE

Em comunicado nesta terça, o diretor do Facebook na Austrália, Will Easton, disse que os regulamentos "não entendem bem a dinâmica da Internet e causará danos às próprias organizações de notícias que o governo está tentando proteger". Easton também disse que caso o projeto se transforme em lei, a rede social vai “parar relutantemente de permitir que editores e pessoas na Austrália compartilhem notícias locais e internacionais no Facebook e Instagram”. 

O projeto de lei em questão atinge outras plataformas digitais como o Google, que também se opôs aos regulamentos propostos, alegando que eles "colocariam em risco os serviços gratuitos disponíveis".

A medida foi apoiada por todas as principais empresas de mídia australianas, incluindo News Corp Australia, Nine Entertainment e Guardian Australia, como uma forma de compensar os danos causados ​​pela perda de receita de publicidade para a gigantes de tecnologia. 

Em comunicado, o presidente da Comissão Australiana de Concorrência e Consumidores (ACCC), Rod Sims, que está supervisionando a proposta, disse que a resposta do Facebook foi "importuna e mal concebida" e que a lei "simplesmente visa trazer justiça e transparência às relações do Facebook e do Google com as empresas de notícias australianas". “Enquanto o ACCC e o governo trabalham para finalizar o projeto de lei, esperamos que todas as partes se envolvam em discussões construtivas”, afirmou./ COM REUTERS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.