PUBLICIDADE

Governo dos EUA considera ordem judicial antitruste contra Facebook

Anunciada no início de 2019 por Mark Zuckerberg, junção da infraestrutura de Instagram, Messenger e WhatsApp pode ser bloqueada pela FTC

PUBLICIDADE

Por Redação Link
Atualização:
Mark Zuckerberg é presidente executivo do Facebook Foto: Leah Millis/Reuters

Agentes do governo americano estão considerando lançar mão de uma ordem judicial preliminar contra o Facebook, por conta de preocupações em torno de concorrência desleal pela integração dos aplicativos da empresa, disseram fontes próximas ao assunto ao jornal Wall Street Journal. 

PUBLICIDADE

Se se tornar verdade, a ação movida pela Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) deverá focar nas práticas do Facebook sobre a integração de seus aplicativos – incluindo o WhatsApp e o Instagram – e como os produtos da empresa também interagem com os de rivais. 

Segundo as fontes, a ação também poderia bloquear o Facebook de tomar atitudes anticompetitivas, bem como interromper integrações entre a infraestrutura dos apps da empresa que não poderiam ser desfeitas. 

No início de 2019, o Facebook anunciou que pretende integrar a infraestrutura de mensagens do Facebook Messenger, Instagram e WhatsApp – algo que as autoridades temem que não possa ser desfeito em uma eventual decisão por partir a empresa em várias partes, como foi feito com a Standard Oil de Rockfeller, disseram ainda as fontes. 

Para que uma ordem judicial seja impetrada, é preciso que haja maioria entre os cinco membros da FTC sobre o assunto. A FTC também entrar com um processo em uma corte federal para obter a ordem. Procurada pelo Wall Street Journal, a FTC se negou a comentar. O Facebook também. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.