Alckmin diz estar aberto ao diálogo sobre tarifas

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, admitiu que está "aberto ao diálogo" sobre um possível recuo no reajuste das tarifas do transporte coletivo (Metrô e CPTM). "O reajuste já foi dado abaixo da inflação, mas estamos sempre abertos ao diálogo", afirmou o governador, ao ser indagado pelo Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

17 de junho de 2013 | 15h57

Alckmin argumentou que o valor deveria ficar em R$ 3,30, dez centavos a mais, caso houvesse o repasse do IPCA, e que o reajuste deveria ter sido feito em janeiro. "Não fizemos o reajuste a pedido do governo federal. Durante seis meses o governo de São Paulo bancou o subsídio", disse o governador, que participa em Campinas de um evento de anúncio das obras de prolongamento do anel viário da cidade.

Mais conteúdo sobre:
tarifasprotestosSPAlckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.