Anac promete medidas duras contra empresas aéreas

Medidas duras e imediatas de punição às empresas aéreas que pecarem nos quesitos pontualidade e regularidade poderão entrar em vigor nos próximos 30 dias, adotadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O anúncio foi feito hoje, no Recife, pela diretora-presidente da Anac, Solange Vieira. No Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes, Solange divulgou o balanço da Operação Carnaval, que apontou a Ocean Air como a vilã dos atrasos registrados entre o dia 28 e Quarta-Feira de Cinzas, quando cerca de 8% dos vôos de todo o País tiveram atraso de mais de uma hora.A companhia aérea representa 7% do mercado e foi responsável por 27% dos atrasos. A Gol Linhas Aéreas Inteligentes veio em seguida, com uma média de 7% dos vôos com demora de mais de uma hora, seguida da Varig, com 6% e TAM com 5%. O porcentual de vôos que atrasaram em mais de uma hora no carnaval foi menor que a média de 11% registrada no Natal e ano-novo, mas o resultado, mesmo positivo, não empolgou a diretora-presidente da Anac. "A média de atrasos está baixando, mas ainda está muito aquém do que a gente espera", disse. "Um em cada 12 aviões continua saindo com atraso de mais de uma hora." Em julho, a Anac pretende adotar a referência adotada internacionalmente, de 30 minutos, para registrar os atrasos. No Brasil, eles são contados a partir de uma hora. Nos padrões internacionais, é considerado aceitável que 5% dos vôos demorem 30 minutos.No Natal e ano-novo, a Ocean Air havia sido responsável por 35% dos atrasos registrados. Solange disse que chamaria a empresa aérea para conversar sobre os atrasos "significativos" e "fora do padrão das outras companhias". A empresa recebeu uma ameaça da agência - por meio de carta - com relação ao vôo diário que faz o trecho Recife-João Pessoa-Brasília e tem repetidos atrasos. Se até segunda-feira, a situação não for normalizada, a Ocean Air só poderá emitir bilhetes para esta linha com antecipação de 15 dias. O prazo para venda de bilhetes é de um ano.

ANGELA LACERDA, Agencia Estado

07 de fevereiro de 2008 | 18h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.