Anatel pode exigir sinal de celular em estradas nos leilões de 4G

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estuda exigir, nas próximas licitações de frequências de quarta geração (4G), cobertura dos serviços móveis nas principais estradas do país, disse nesta terça-feira o presidente da agência, João Rezende.

Reuters

07 de agosto de 2012 | 18h21

"Estamos analisando e nos próximos editais vamos precisar ampliar a cobertura e uma proposta inicial é de que as principais estradas brasileiras também tenham sinal de celular", disse o presidente da Anatel.

Rezende participou nesta terça-feira de audiência pública na Câmara dos Deputados para falar da qualidade do serviço móvel no Brasil.

ORELHÕES EM AUDIÊNCIA

A Anatel também informou, por meio de nota enviada à imprensa, que vai realizar na quarta-feira uma audiência pública para debater propostas de aperfeiçoamento das regras sobre telefones públicos, os chamados orelhões.

Entre outras propostas, a Anatel vai analisar a possibilidade de adoção de meios alternativos de cobrança em substituição aos cartões indutivos e a criação de regras que permitam a veiculação de publicidade, "o que pode representar nova fonte de receita e a criação de comunicação visual atrativa ao uso dos orelhões", segundo comunicado da agência.

(Por Leonardo Goy e Fábio Couto)

Tudo o que sabemos sobre:
TELECOMANATELCELULARES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.