Anhanguera e Bandeirantes têm trânsito complicado

O motorista que deixou para viajar na tarde deste domingo (31), neste fim de semana prolongado pelo feriado de Páscoa, enfrentou trânsito complicado nas rodovias Anhanguera e Bandeirantes, duas principais vias de ligação para o interior paulista. No fim da tarde, quem seguia sentido capital pela Bandeirantes enfrentou 30 quilômetros de congestionamento em apenas dois pontos, no trecho entre Campinas e São Paulo. Na Anhanguera, no mesmo sentido, havia 9 quilômetros de lentidão entre Jundiaí e São Paulo.

RICARDO BRANDT, Agência Estado

31 de março de 2013 | 19h30

Na SP-340, principal via de acesso ao Circuito das Águas Paulista e ao sul de Minas Gerais, o retorno também foi complicado para quem deixou a viagem para o fim da tarde. A concessionária Renovias registrou lentidão de 21 quilômetros entre os quilômetros 168 e 147, entre os municípios de Aguaí e Santo Antônio de Posse. O motivo foi o afunilamento da estrada no canteiro central, no km 147, por causa de obras de instalação de um pórtico de cobrança do novo sistema de pedágio Ponto a Ponto, e o grande número de veículos. Eram esperados 90 mil motoristas entre a quinta-feira e o domingo.

No sistema Anhanguera-Bandeirantes, onde a estimativa era de que 680 mil veículos passassem pelas duas rodovias até o fim do domingo, o dia foi de muito movimento e lentidão. Na Bandeirantes, o maior problema foi registrado entre Campinas e Jundiaí. A AutoBan registrou 11 quilômetros de congestionamento entre os km 103 e 92, onde os motoristas chegaram a parar por causa do grande volume de veículos.

Depois de Jundiaí, foram registrados 19 quilômetros de lentidão entre os km 77 e 58 da Bandeirantes, também por causa do grande fluxo de veículos. Nesse trecho, quem tentou usar a Anhanguera como alternativa para chegar até a capital também enfrentou lentidão de 9 quilômetros, entre os km 68 e 59.

Pelo balanço parcial divulgado às 17h30 pela AutoBan, circularam pelo sistema Anhanguera-Bandeirantes 600 mil veículos durante o feriado de Páscoa. Foram registrados 68 acidentes com 72 feridos e cinco mortos.

No corredor D. Pedro I houve registro de lentidão na altura do km 110, em Itatiba, no sentido Dutra-Anhanguera, e no entroncamento com a Anhanguera, por causa do grande volume de veículos,. Até as 17h deste domingo, 343 mil veículos passaram pela rodovia, segundo a concessionária Rota das Bandeiras.

Tudo o que sabemos sobre:
PáscoaCampinasLitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.