Anvisa suspende venda e fabricação do Loretina D

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a venda e a fabricação do medicamento Loretina D, na forma de comprimidos revestidos. Indicado para aliviar os sintomas da rinite alérgica, o remédio apresentou alteração em sua fórmula sem autorização prévia da Agência. A proibição vale para todos os lotes fabricados a partir de 2010 pela indústria farmacêutica Pharlab.

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

10 de setembro de 2013 | 18h41

A Anvisa suspendeu ainda um lote de outro medicamento produzido pela empresa. Segundo a Agência, o lote 012509 do anti-inflamatório Cedrilax 30 (em comprimidos) apresentou "desvio de qualidade em sua fabricação". A determinação publicada nesta terça-feira, 10, no Diário Oficial da União, obriga a Pharlab a recolher do mercado os lotes dos medicamentos irregulares.

Mais conteúdo sobre:
Loretina DAnvisasuspensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.