Armazém desaba no Porto de Santos e deixa 4 feridos

Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas com o desabamento de uma parede e do teto do armazém de sal da empresa Pérola, do Grupo Rodrimar, no Porto de Santos. O desabamento aconteceu por causa da forte chuva que caiu na região no início da tarde, acompanhada de ventos de 90 quilômetros por hora e chuva de granizo. Localizado próximo à praça da Santa, na região de Outerinhos, as paredes do armazém soterraram seis caminhões que estavam estacionados em frente a empresa. De acordo com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), o prejuízo material da empresa foi considerável. Um temporal de cerca de 40 minutos causou confusão e estragos em algumas cidades na Baixada Santista. O tempo começou a mudar no início da tarde e por volta das 14 horas iniciou uma típica chuva de verão, inclusive com chuva de granizo. Em Santos e São Vicente, houve queda de energia e com isso o desligamento dos semáforos. Pelo menos sete árvores caíram em São Vicente e dezenas delas em Santos, algumas em cima de carros. No Guarujá, uma árvore caiu na praia da Enseada. Segundo informações da Base aérea de Santos, no Guarujá, os ventos chegaram a 90 quilômetros por hora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.