Autoescolas já estão mais caras em São Paulo

Com as novas regras para tirar carteira de motorista, em vigor desde o dia 1º de janeiro, as autoescolas de São Paulo correram para reajustar os preços, que já estão até 30% superiores aos do ano passado. Mas as novas regras ainda deixam dúvidas, até nas autoescolas. De acordo com a nova resolução, os candidatos a motoristas terão 15 horas a mais de aulas teóricas e 5 horas a mais de curso prático. Para os motociclistas, há uma outra novidade: parte do curso prático terá de ser realizado em vias públicas, no meio do trânsito. ?Essa é a nossa maior dúvida. Ainda não sabemos como viabilizar essas aulas?, disse a diretora de ensino da autoescola Cardeal, na Vila Olímpia, Elizete Costa. Ela, assim como outros oito empresários do setor ouvidos pelo Jornal da Tarde, acreditam que pode haver prorrogação para adequação às novas regras, opinião divergente do sindicato do setor, que afirma que a prorrogação é apenas um boato. Em outros estabelecimentos, mesmo com a incerteza, os preços já estão definidos. Na autoescola Pinheirense, o valor subiu de R$ 503 para R$ 649. Na Objetiva, passou R$ 690 para R$ 840. As variações foram semelhantes. As empresas têm pelo menos mais duas semanas para ajustar a grade curricular oferecida aos alunos. Isso porque quem fez a matrícula nos primeiros dias do ano vai começar a assistir às aulas daqui a 15 dias. As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.