Cabral dá 'carta branca' para polícia agir na Mangueira

O governador do Rio, Sérgio Cabral Filho (PMDB), afirmou hoje em Lausanne, na Suíça, que o carnaval não pode impedir que o crime seja combatido na capital fluminense. Cabral deu "carta branca" para que a polícia atue na Mangueira para combater a criminalidade. "Dói no coração ver o que está ocorrendo na Mangueira, pois se trata de um patrimônio. Além disso, eu mesmo sou mangueirense. Mas o crime precisa ser combatido e isso é o que estamos fazendo", afirmou Cabral Filho, que hoje esteve naquele país para entregar ao Comitê Olímpico Internacional (COI) a candidatura da capital para sediar as Olimpíadas de 2016. "O recado é claro: é bola para o mato que o jogo é de campeonato", disse, sobre as orientações à policia na operação. Ele afirmou que, antes de sair da cidade, recebeu no gabinete um grupo de líderes da escola de samba e de cambistas, que se mostravam preocupados com a ação policial. "Garanto que não vou interferir nas decisões da escola de samba, como escolha da direção e outros assuntos", disse. "Eu não tenho nada a ver com a política da escola de samba e não vou interferir nisso", afirmou.

JAMIL CHADE, Agencia Estado

11 de janeiro de 2008 | 17h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.