Chefe da Polícia Civil do Rio deixa o cargo

O Chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, delegado Allan Turnowski, deixou o cargo hoje, após reunião com o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame. Em nota, a polícia explica que a decisão foi tomada "após os dois concluírem que esta seria a decisão mais adequada para preservar o bom funcionamento das instituições".

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

15 de fevereiro de 2011 | 13h33

Na última sexta-feira, 45 integrantes das Polícias Civil e Militar do Rio envolvidos em corrupção, participação em milícias, desvio de armas e venda de proteção a bicheiros, narcotraficantes e contrabandistas foram presos pela Polícia Federal. Entre os detidos está o delegado Carlos Antonio Oliveira, que até o ano passado foi o principal assistente de Turnowski. Este, por sua vez, é homem de confiança do secretário de Segurança.

Na nota, Beltrame "aproveita a ocasião para agradecer publicamente a dedicação e a fidelidade do delegado Turnowski durante sua gestão". Segundo o texto, em um ano e dez meses de trabalho no comando da Polícia Civil, o delegado implantou projetos que contribuíram para a redução da criminalidade no Estado.

Turnowski também divulgou uma nota, onde agradece o governador Sérgio Cabral (PMDB) e Beltrame. O delegado diz que teve uma conversa "franca e aberta" com o secretário. "Tenho certeza que esta é a melhor decisão para o momento", afirma. O policial acrescenta que deixa para seu sucessor "uma série de iniciativas estruturantes que podem elevar a Polícia Civil a outro patamar".

Tudo o que sabemos sobre:
Polícia CivilTurnowskirenúnciaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.