China fracassa em tentativa de cumprir meta de poluição

A China informa que vai aumentar seus esforços para frear emissões de poluentes, suspendendo temporariamente a aprovação de alguns projetos de investimento, após não conseguir cumprir uma meta de controle de emissões fixada para 2006. A Administração Estatal de Proteção Ambiental disse em seu site (www.sepa.gov.cn) que o país havia falhado em cumprir o objetivo de reduzir emissões em 2% em 2006, sem fornecer mais dados. A China estabeleceu uma meta de reduzir emissões de poluentes em 10% entre 2006 e 2010. Para conseguir seu objetivo, o governo teria que barrar aprovações de projetos de investimento em atividades altamente poluentes nas províncias que falharam em frear suas emissões, em linha com as metas estabelecidas para elas por Pequim, disse o órgão. A agência também disse que, até o fim do ano, a China iria fechar fábricas de papel com capacidade inferior a 34 mil toneladas por ano, e aumentar os preços de eletricidade e água para indústrias altamente poluentes e consumidoras intensivas de energia. A China, ano passado, também não alcançou sua meta de corte de 4% na quantidade de energia que usa para gerar cada dólar de renda nacional. Fontes disseram à Reuters semana passada que a China somente alcançou uma redução de 1% a 1,5% nesta medida de "intensidade de energia" durante o ano passado.

Agencia Estado,

12 de fevereiro de 2007 | 16h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.