Cidade visigótica será zona arqueológica aberta ao público

O presidente da região Castilla-La Mancha, na Espanha, José Maria Barrera, afirmou que a antiga cidade visigótica de Vega Baja, em Toledo, onde estava prevista a construção de 1.300 novas casas, será transformada em uma zona arqueológica aberta ao público.A decisão foi anunciada na quarta-feira, inesperadamente, após uma reunião entre Barrera e o premier espanhol, José Luis Rodriguez Zapatero, em La Moncloa. De acordo com as associações em defesa do patrimônio cultural, a construção de novos edifícios cobriria e danificaria para sempre o mais importante sítio arqueológico do período da dominação visigótica na Espanha, único em toda a Europa."Não permitirei a urbanização da cidade visigótica", afirmou Barrera. "Ali será feita uma escavação científica que durará ao longo do tempo e que oferecerá à cidade um lugar muito interessante para aquilo que representa historicamente. Não quero passar pela história como a geração que deturpou este patrimônio", acrescentou. Assim, a única cidade visigótica da Europa, que conserva ainda suas ruas e fachadas, será salva.Agora que as associações em defesa do patrimônio cultural, as academias de Belas Artes e a Unesco já podem voltar a respirar, resta apenas um problema: os lotes já vendidos, e pelos quais a região obteve 44 milhões de euros. Duas soluções foram sugeridas pelos defensores do patrimônio artístico: ceder outros terrenos para as construções ou restituir o dinheiro das empresas investidoras.

Agencia Estado,

27 de julho de 2006 | 16h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.