Conferência de 70 países planeja saída do Afeganistão

Após uma conferência, em Londres, sobre a estratégia de paz para o Afeganistão, líderes de 70 países concordaram ontem que, a partir do fim deste ano e início de 2011, as tarefas de segurança do país passarão a ser transferidas para as forças oficiais afegãs.

, O Estadao de S.Paulo

29 de janeiro de 2010 | 00h00

Segundo o chanceler britânico, David Miliband, a transferência da segurança "será uma realidade em algumas províncias afegãs até o fim deste ano, em 50% do Afeganistão em três anos e em todo o país em cinco anos".

Durante o encontro, segundo um comunicado publicado após seu encerramento, também foi dado apoio para o plano do presidente afegão, Hamid Karzai, de dialogar com militantes taleban dispostos a "romper seus laços com a Al-Qaeda e outros grupos terroristas".

Ontem mesmo, o emissário das ONU para o Afeganistão, Kai Eide, se reuniu com membros do Taleban em Dubai. "Os taleban fizeram uma oferta ao nosso enviado especial sobre as negociações de paz", explicou um funcionário da ONU à agência de notícias France Press em Londres. "A informação já foi transmitida para o governo afegão e a ONU espera que ele aproveite a oportunidade."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.