Corte rejeita pedido para suspender julgamento de Berlusconi

Uma corte de Milão rejeitou, nesta segunda-feira, o pedido dos advogados de Silvio Berlusconi para que o julgamento do ex-premiê italiano por ter pago por sexo com uma prostituta menor de idade fosse suspenso até as eleições nacionais nos dias 24 e 25 de fevereiro.

Reuters

14 de janeiro de 2013 | 12h37

A equipe jurídica do bilionário da mídia, de 76 anos, argumentou que a posição dele como líder da coalizão de centro-direita que disputa as eleições constitui um impedimento legítimo para seu comparecimento diante da corte.

(Reportagem de Silvia Aloisi)

Mais conteúdo sobre:
ITALIABERLUSCONIPEDIDONEGADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.