Dilma quer enviar 75 mil estudantes para o exterior

A presidente Dilma Rousseff disse ontem que o governo federal pretende conceder 75 mil bolsas de estudo no exterior para estudantes brasileiros.

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2011 | 00h00

Em pronunciamento na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), Dilma disse que a preocupação do governo é melhorar a capacitação dos trabalhadores.

Na cerimônia, a presidente anunciou o lançamento, nos próximos dias, do Programa Nacional de Ensino Técnico e Capacitação Profissional. "O governo, dentro de uma grande preocupação, não apenas com a capacitação profissional e o ensino médio profissionalizante, está preocupado em formar estudantes que serão os nossos futuros cientistas."

Dilma acrescentou que o Brasil deve usar a estratégia já utilizada por outros países, de enviar estudantes ao exterior.

A ideia, explicou a presidente, é lançar, até o ano de 2014, 75 mil bolsas de estudo para financiar esses estudantes brasileiros no exterior, particularmente os que atuam na área de ciências exatas. "Acredito que o setor privado pode comparecer com uma ajuda que nos permita chegar a 100 mil bolsas em 2014. É o desafio que chamo a cada um aqui presente", pediu Dilma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.