Em protesto, ONG coloca boneco de Kassab em buraco

Um boneco de dois metros de altura com uma foto do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, apelidado de "Beto Tatu", foi colocado em um buraco aberto há cerca de quatro meses após uma obra de reparação de uma adutora da Sabesp, na Avenida João Dias, na zona sul de São Paulo. O protesto é da organização não-governamental (ONG) Educa São Paulo.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

07 de junho de 2010 | 12h33

De acordo com o presidente da ONG, Devanir Amâncio, esta é a primeira vez que este tipo de protesto é feito. "O objetivo é chamar a atenção das autoridades para a necessidade de se fiscalizar o trabalho das empresas prestadoras de serviços", explicou. "O Beto Tatu vai ser colocado sempre que houver necessidade para tentar resolver os problemas do bairro."

Além do prefeito Kassab, a ONG pretende colocar imagens de outras personalidades em outros buracos ou pontos importantes da cidade. "Não vamos usar fotos de candidatos para não virar ato político", explica Amâncio, que já informa quando será realizado um novo protesto.

Está marcada para a próxima quinta-feira a colocação de um boneco com a imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "O boneco do Lula já está preparado e será colocado na Praça da Sé, no meio dos mendigos, para reivindicar hospitais e clínicas especializadas em tratamento para viciados em drogas, principalmente em crack", concluiu Amâncio.

Tudo o que sabemos sobre:
protestobonecoKassabburacoONG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.