Fábrica de ursinhos de pelúcia resiste na Grã-Bretanha

Indústria teve seu auge na década de 30, mas foi duramente afetada por concorrência chinesa.

BBC Brasil, BBC

22 de fevereiro de 2011 | 13h33

A fábrica de ursinhos de pelúcia Merrythought é a última sobrevivente de uma era quase esquecida na Grã-Bretanha - quando mais de 30 empresas produziam os brinquedos no país.

Nas últimas décadas, a concorrência crescente das fábricas chinesas, com preços muito reduzidos, praticamente acabou com a indústria local.

Oitenta anos depois do auge da indústria, na década de 30, ela é a única fabricante dos brinquedos que inspiraram personagens tradicionais como Winnie the Pooh e o urso Paddington.

Até hoje, os brinquedos são feitos à mão, parte a parte. A única modernidade do processo, que envolve mais de dez funcionárias, são máquinas de costura e de estofar.

A fábrica britânica resistiu à dura concorrência da China

Os preços também separam o produto da concorrência. O mais barato custa por volta de 50 libras, o equivalente a R$ 135.

Em média, um brinquedo custa menos de oito libras na Grã-Bretanha.

Mesmo assim, a empresa vendeu nada menos que 30 mil ursinhos em 2010.

E apesar da crise que o país atravessa, as perspectivas da Merrythought são otimistas: a empresa vai fornecer produtos oficiais para as Olimpíadas de Londres, em 2012.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.