Governo facilitará acesso a remédio contra gripe suína

O governo vai facilitar o acesso ao remédio oseltamivir (Tamiflu), usado no tratamento de pacientes com Influenza A (H1N1), a chamada gripe suína. O Ministério da Saúde deve recomendar hoje aos Estados que ampliem os postos de distribuição do remédio, a exemplo do que ocorreu ontem em São Paulo. ?A medida foi adotada para dar agilidade à assistência?, afirmou o diretor de Vigilância Epidemiológica do ministério, Eduardo Hage. No entanto, a indicação do uso do medicamento não será ampliada.

AE, Agencia Estado

30 Julho 2009 | 09h50

Em vez de o antiviral ficar restrito a hospitais de referência, ele poderá ser obtido na rede ambulatorial, em unidades básicas ou em centros ligados ao Programa de Saúde da Família (PSF). Cada Estado deverá definir a melhor forma de distribuição. A mudança deve facilitar principalmente o encaminhamento de pacientes de risco de consultórios, como grávidas, que muitas vezes precisavam do remédio, mas tinham de passar por um hospital para recebê-lo.

São Paulo decidiu que o remédio ficará disponível para pacientes em farmácias montadas em hospitais previamente determinados. O uso do remédio está restrito para pacientes com sintomas de agravamento e pessoas com gripe que apresentem fatores de risco - doenças pré-existentes, menor de 2 anos, maior de 60 e gestantes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.