Japonesas demoram cada vez mais para ter filhos

Mais da metade das mulheres nascidas durante o segundo baby boom do Japão, entre 1971 e 1974, ainda não deram à luz, embora já tenham mais de 30 anos, informou relatório divulgado pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social, que examina a questão da queda nos níveis de natalidade no país.Segundo o relatório, 51,5% das mulheres com idade superior a 30 anos ainda não tinham filhos em 2004. Os números mostraram que aos 31 anos, 51% das mulheres não tinham dado à luz; aos 32 anos, 49,8%; e aos 33 anos, 48,9%. As autoridades têm mostrado crescente preocupação com o potencial impacto, no longo prazo, da queda da natalidade na economia, a segunda maior do mundo. Algumas medidas estão sendo avaliadas pelo governo para inverter a tendência, como assumir as despesas financeiras relacionadas ao nascimento. A taxa de natalidade no Japão caiu para 1,29 bebê por mulher em 2003 e em 2004, o menor nível desde que o governo começou a publicar tal cálculo, em 1962. A queda nos nascimentos reflete mudanças no estilo de vida dos japoneses, onde muitas mulheres adiam uniões conjugais a favor de oportunidades em suas carreiras.

Agencia Estado,

04 de março de 2006 | 16h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.