John Edwards diz que não aceitaria concorrer como vice nos EUA

John Edwards, que foipré-candidato do Partido Democrata à Presidência dos EUA,afirmou na quinta-feira que não aceitaria concorrer como vicenas eleições de novembro próximo, ao contrário do que fez nopleito de quatro anos atrás. Edwards, ex-senador pelo Estado da Carolina do Norte,abandonou a disputa pela vaga do partido nas eleiçõespresidenciais de 4 de novembro, disputa essa que continua sendotravada entre os dois pré-candidatos democratas restantes,Barack Obama e Hillary Clinton. O ex-senador participou do pleito de 2004 ao lado docandidato a presidente John Kerry, mas os dois foram derrotadospelo atual presidente George W. Bush e pelo vice-presidenteDick Cheney, que conseguiram se reeleger. Após discursar na CTIA, uma feira anual do setor deequipamentos sem fio dos EUA, Edwards foi questionado sobre seaceitaria concorrer como vice-presidente. "Não", afirmou o ex-senador, que não declarou apoio nem aHillary e nem a Obama. Edwards desistiu da corrida presidencial após ficar emterceiro lugar, atrás de Obama e de Hillary, nas préviasiniciais realizadas em grandes Estados do país.

SINEAD CAREW, REUTERS

03 de abril de 2008 | 16h40

Tudo o que sabemos sobre:
EUAELEICAOEDWARDSVICE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.