Juiz fixa transferência de processo sobre vazamento

A Justiça Federal de Campos dos Goytacazes transferiu para o Rio de Janeiro a competência para julgar o processo envolvendo o vazamento de petróleo no Campo de Frade, na Bacia de Campos, em novembro, da Chevron e Transocean.

MÔNICA CIARELLI, Agência Estado

13 Abril 2012 | 19h36

Na decisão, o juiz Tiago Pereira Macaciel argumentou que a magnitude do dano ambiental ultrapassa a área de competência de Campos. Além disso, confirmou a relação entre o novo vazamento ocorrido em março a apenas três quilômetros do registrado em novembro do ano passado no Campo de Frade.

No processo, o Ministério Público Federal pede na ação civil pública a condenação da Chevron ao pagamento de indenização no valor de R$ 20 bilhões, destinados ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. O valor é o mesmo pedido a título de reparação ambiental na ação referente ao primeiro vazamento, já a cargo da Justiça do Rio.

Mais conteúdo sobre:
ambientevazamentoChevron

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.