Mau tempo atrasa retorno de lixo tóxico à Inglaterra

O mau tempo vai atrasar a viagem do navio que fará o transporte dos contêineres de lixo doméstico e tóxico importados da Inglaterra que aportaram no País há algumas semanas. Ondas de mais de três metros de altura e ventos de 70 quilômetros por hora (km/h) prejudicam a entrada e saída de embarcações do Porto de Rio Grande (RS), onde o navio está ancorado.

ANNE WARTH, Agencia Estado

02 Agosto 2009 | 16h06

A previsão inicial era que o navio MSC Oriane deixasse o Porto de Rio Grande hoje às 11h30 e chegasse ao Porto de Santos (SP) amanhã, às 19 horas. O tempo de viagem entre os portos é estimado em 33 horas. Depois, o navio deixaria o País na terça-feira (dia 4), ao meio-dia. Com o atraso, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que administra o Porto de Santos, estima que o navio deva chegar a Santos até quarta-feira (dia 50.

Os contêineres serão devolvidos ao porto de origem, na cidade de Felixstowe, na Inglaterra.

Mais conteúdo sobre:
ambientelixo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.