Mau tempo leva 'homem-pássaro' a adiar travessia do Canal da Mancha

Yves Rossy usará asa de propulsão a jato em vôo inédito.

Da BBC Brasil, BBC

25 Setembro 2008 | 08h57

Um piloto suíço que esperava se tornar nesta quinta-feira a primeira pessoa a atravessar o Canal da Mancha voando sozinho com uma asa de propulsão a jato, adiou a aventura por causa do mau tempo.A pouca visibilidade fez com que o ex-piloto militar desistisse por enquanto de sua tentativa de completar um percurso de pouco mais de 35 quilômetros de Calais, na costa francesa, a Dover, na Inglaterra, em 12 minutos.Yves Rossy seria levado de avião a uma altitude de 2,5 mil metros; acionaria o jato na asa e saltaria. Sua velocidade poderia atingir os 190 km/h.Rossy de 49 anos já havia adiado uma tentativa anterior de realizar o vôo pelo mesmo motivo.O aventureiro suíço ainda espera seguir a rota do francês Louis Blériot que, há 99 anos, se tornou a primeira pessoa a cruzar o Canal de avião.Em uma entrevista no começo da semana, Rossy disse: "Se eu calculei tudo certo, vou aterrissar em Dover. Mas se eu errei, vou tomar um banho."O feito seria transmitido ao vivo pelo National Geographic Channel (www.natgeotv.com/jetman).Kathryn Liptrott, da emissora, disse à BBC que Rossy não está preocupado com o risco. "Ele pilotou caças Mirage para o Exército suíço e agora pilota um Airbus.""Ele não voaria se não achasse que vai chegar a Dover."O mais longo vôo que Rossy fez até hoje durou dez minutos.Rossy deveria fazer suas manobras na asa usando a cabeça e as costas. Além de capacete e pára-quedas, ele iria usar um macacão especial para protegê-lo das quatro turbinas, movidas a querosene, da asa colocadas a poucos centímetros de seu corpo.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.