Mercado mundial de energia aposta no Brasil, diz 'El País'

Diário cita investimentos da BP e da Cosan no mercado dos biocombustíveis do país.

Da BBC Brasil, BBC

25 de abril de 2008 | 06h10

"As grandes empresas mundiais de energia apostam cada dia mais no Brasil", segundo uma matéria publicada na edição desta sexta-feira do jornal espanhol El País.O diário cita os investimentos da empresa petrolífera britânica British Petroleum, a BP, para fazer a afirmação. Segundo o jornal, esses grupos "têm os olhos voltados para o potencial enorme de um país em pleno desenvolvimento e com possibilidades imensas". O El País afirma que a BP "entrou no mundo do biocombustível do Brasil" ao anunciar a compra de 50% da usina brasileira de álcool e açúcar Tropical Bioenergia por U$ 59 milhões (R$ 100 mi). O jornal cita que a empresa está construindo uma refinaria de etanol que terá capacidade para 450 milhões de litros por ano e os planos para construção de uma segunda refinaria. O jornal comenta ainda o anúncio do investimento do grupo brasileiro Cosan - a maior usina sucroalcooleira do país - no setor de distribuição de combustíveis. O grupo comprou ativos da Esso, parte da ExxonMobil, por U$ 826 milhões (R$1,3 bi). O El País cita uma declaração do vice-presidente da Cosan, Paulo Diniz, que afirma que a empresa considera "vital assegurar um canal de distribuição para nosso etanol". Além de ressaltar os investimentos na área dos biocombustíveis, o diário espanhol ainda inclui a postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com relação às críticas sobre a produção brasileira. "Precisamente ontem, o presidente criticou duramente certos organismos internacionais contrários a produção de biocombustíveis no Brasil às custas da produção de alimentos", diz o jornal, comentando a declaração de Lula, de que o preço dos alimentos subiu porque "os pobres estão comendo mais e melhor", e não por causa da produção de etanol no país.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.