Mulher tem parada cardíaca em academia no Rio

Ticiana Pereira Azevedo, de 46 anos, teve uma parada cardíaca durante uma aula de transport (aparelho de exercícios cardiovasculares) na Academia ProForma, no Leblon (zona sul do Rio). Ticiana está internada em coma induzido no Hospital Samaritano. No dia 11, a advogada Natasha Fabrini, de 35 anos, morreu quando fazia ginástica localizada, pouco depois de freqüentar uma aula de spinning (programa de atividades em bicicletas estacionárias), em outra unidade da Proforma. Natasha teve uma parada cardíaca fulminante.Segundo a assessoria da academia, Ticiana fazia exercícios quando passou mal e foi socorrida por um professor treinado para prestar os primeiros socorros e por duas médicas, também alunas do estabelecimento. A assessoria também informou que ela estava com os exames médicos em dia. Ticiana foi levada para o Hospital Miguel Couto, onde foi necessário usar um desfibrilador para reanimá-la.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.