Nasa usa laboratório submarino para treinar astronautas

A Nasa vai testar idéias para a futura exploração espacial no mês que vem, enviando três astronautas e um oceanógrafo em uma missão para um laboratório submarino na costa da Flórida.O astronauta da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) Koichi Wakata vai liderar a equipe em um missão submarina de sete duas entre 22 e 28 de julho a bordo do laboratório submarino Aquarius da Administração Nacional de Atmosfera e Oceano (Noaa). Os astronautas da Nasa Andrew J. Feustel e Karen L. Nyberg, e Karen Kohanowich, vice-diretora do Programa de Pesquisa Submarina da Noaa, completam o grupo. Mark Hulsbeck e Dominic Landucci da Universidade da Carolina do Norte vão fornecer o suporte técnico.Os dez projetos das Operações de Missões em Ambientes Extremos (Neemo) da Nasa vão incluir atividades extraveiculares submarinas imitando caminhadas na Lua para testar conceitos de mobilidade, usando bolsas com pesos para simular as gravidades lunar e marciana. Técnicas para comunicação, navegação e o uso de robôs controlados por controle remoto na superfície da Lua também serão testados."Seja andando e trabalhando no fundo do oceano ou explorando a superfície lunar, são necessários planejamento e treinamento anteriores e a dependência em sofisticados sistemas de suporte da vida", disse o Administrador do Projeto Neemo Bill Todd. "É claro que você não verá nenhum belo peixe em uma caminhada lunar, mas verá os mesmos tipos de desafios de procedimento, equipamento e equipe que são associados com esse tipo de habitação oceânica e missão de pesquisa".Essa missão também exemplifica a parceria entre a Nasa e a Noaa para o Neemo. "Humanos trabalhando tanto no espaço quando debaixo d´água enfrentam desafios similares de falta de oxigênio, de peso, coeficientes de pressão extremos e instalações limitadas. Muitas técnicas, tecnologias e habilidades necessárias para trabalhar debaixo d´água podem ser adaptadas para a pesquisa lunar, e vice-versa", disse Kohanowich.O Aquarius é propriedade da Noaa e operado pela Universidade da Carolina do Norte. Essa é a segundas das três missões Neemo planejadas para este ano. O complexo de 14 metros de comprimento e 4 de diâmetro está a cerca de 5 quilômetros além de Key Largo, na Flórida. Ele se encontra a aproximadamente 19 metros abaixo da superfície.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.