Nokia corta pagamento de dividendos para fortalecer caixa

A fabricante finlandesa de celulares Nokia disse que vai cortar seu pagamento anual de dividendos pela primeira vez em 20 anos, com o objetivo de fortalecer suas finanças em meio a uma queda nas vendas.

Reuters

24 de janeiro de 2013 | 14h59

A Nokia, que no início do mês registrou um retorno à rentabilidade subjacente em cortes de custos e fortes vendas do smartphone Lumia, disse nesta quinta-feira que encerrou o ano com um caixa líquido de 4,4 bilhões de euros (5,8 bilhões de dólares), representando uma queda de 22 por cento na comparação anual.

(Por Redação de Helsinque)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHNOKIADIVIDENDOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.