Otzi, o ´homem do gelo´ italiano, foi morto por uma flecha

É a conclusão de cientistas sobre o homem morto há mais de 5 mil anos

Agencia Estado

12 de junho de 2007 | 05h24

Uma equipe de cientistas suíços e italianos liderados pelo professor da Universidade de Zurique Frank Rühli descobriram que Otzi, o "homem do gelo" italiano, uma múmia de 5.300 anos de idade, morreu de hemorragia após ter sido atingido por uma flecha."Não podemos saber se foi por causa de uma briga ou se foi acidental, a única coisa que sabemos é que foi uma morte rápida, já que faleceu não mais de duas horas após ter sido ferido", explicou hoje o professor Rühli.No momento da morte, o homem do gelo tinha 45 anos, media 159 centímetros e não sofria de nenhuma doença grave, nem tinha grandes fraturas em seu corpo, exceto "uma leve em sua mão que se produz normalmente ao se fazer força para separar algo ou alguém", detalhou o especialista.Otzi foi descoberto em 1991 a 3.200 metros de altitude no Tirol Sul (os Alpes italianos), data do período neolítico tardio e apresenta um extraordinário estado de conservação.O corpo foi estudado por uma equipe de pesquisadores suíços e italianos no hospital de Bolzano (Itália) mediante uma tecnologia inovadora de raios-X.O aparelho usado foi um scanner multicorte, que permitiu aos especialistas revelar a causa da morte de Otzi sem necessidade de ter de recorrer a uma autópsia, o que teria destruído o corpo.

Tudo o que sabemos sobre:
Otzi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.