Papa preside serviços do Domingo de Ramos com aparência cansada

O papa Francisco presidiu os serviços de Domingo de Ramos ante mais de 100 mil pessoas, abrindo duas semanas cheias de atividades, incluindo a Páscoa e a canonização de dois papas.

Reuters

13 Abril 2014 | 09h19

Os fiéis acenaram com ramos de palmeiras e oliveiras enquanto o papa argentino de 77 anos, cujo pontificado já dura 13 meses, entrou na praça em um jipe branco e parou para abençoar os ramos.

O pontífice, usando vestimentas vermelhas, parecia cansado no início da cerimônia e foi particularmente solene quando fez um sermão de improviso, deixando de lado o que havia preparado.

Mais tarde, no entanto, o papa pareceu mais animado quando cumprimentou jovens segurando ramos de palmeiras e foi conduzido ao redor da praça para que mais pessoas no meio da multidão pudessem vê-lo.

O Vaticano estima a multidão em mais de 100 mil pessoas.

O Domingo de Ramos marca o dia em que, segundo a Bíblia, Jesus entrou em Jerusalém sob os aplausos da multidão, cerca de uma semana antes do dia em que cristãos acreditam que ele ressuscitou dos mortos.

O papa Francisco falou dos eventos que ocorreram nos dois últimos dias da vida de Jesus e pediu a seus ouvintes que pensem muito sobre a quem se assemelham mais, àqueles que ajudaram Jesus ou àqueles que o condenaram, traíram ou eram indiferentes ao seu destino.

(Por Philip Pullella)

Mais conteúdo sobre:
VATICANOPAPADOMINGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.