Paraná tem 71 cidades afetadas pelas chuvas e 9 mortos

Subiu para 71 o número de municípios no Paraná afetados pelas fortes chuvas que iniciaram na madrugada de sábado (7). Até o início da noite de domingo (8) foram registradas nove mortes e uma criança está desaparecida na região dos Campos Gerais. No total, 48.208 pessoas foram atingidas e o maior número se concentra na capital com 15.522 pessoas e 3.516 casas atingidas no Paraná, segundo o relatório da Defesa Civil do Paraná divulgado às 18 horas. O município de Rosário do Ivaí, com três mil pessoas afetadas, decretou estado de emergência, enquanto Curitiba decretou um estado de alerta.

JULIO CESAR LIMA, Agência Estado

08 de junho de 2014 | 20h29

No início da noite, o governador Beto Richa se reuniu com a coordenação da Defesa Civil e ainda podem ser anunciada uma liberação emergencial de R$ 840 mil por parte do governo federal para auxiliar as vítimas e também as operações de resgate.

As tragédias aconteceram em diferentes pontos do estado, sendo que três pessoas morreram em Guarapuava, uma mulher e o filho de nove meses em Medianeira, uma em Sulina, uma em Laranjeiras do Sul, uma em Campina do Simão e outra em Curitiba, ainda no sábado (7), quando sua casa foi invadida pelas águas e o idoso, não identificado, não conseguiu sair a tempo.

Entre as emergências, a Defesa Civil está coordenando três operações com aeronaves no Distrito de São Roque, em Marechal Cândido Rondon, onde 12 famílias estão ilhadas e não podem cruzar a área alagada, pois a água subia de forma rápida, além delas, outras pessoas estavam ilhadas em Cruz Machado e em São João do Triunfo.

Na Capital os bairros mais atingidos foram o Uberaba, Cajuru, Boqueirão, Tatuquara, Santa Felicidade e dez vilas da Cidade Industrial de Curitiba.

Os municípios de Campo Largo, Cascavel, Cruz Machado, Mallet, Nova Laranjeiras, Pinhão, Reserva do Iguaçu e São Matheus do Sul que estavam sendo poupados pelas chuvas passaram a integrar a lista de cidades afetadas fortemente.

Já o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet determinou no final de sábado, um estado de alerta na capital por causa da cheia dos rios Barigui e Belém, além do Rio São Lourenço.

Tudo o que sabemos sobre:
ChuvasParanáMortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.