Piloto da AA é detido ao passar nu em detector de metal

Atrasado para um voo entre Salvador e Miami, programado para às 9h48 - depois adiado para as 10h18 -, e irritado com os alertas sonoros do detector de metais do posto de segurança do aeroporto, um piloto da companhia American Airlines tirou toda a roupa para conseguir passar pelo aparelho sem ser barrado. Acabou detido pela Polícia Federal.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

25 de julho de 2013 | 17h57

A ação foi considerada pelos agentes como desacato e o piloto norte-americano, que não teve a identidade revelada, foi levado ao posto da PF para prestar esclarecimentos e assinar um termo circunstanciado de ocorrência. Só foi liberado à tarde. O voo, que levaria 113 passageiros, foi cancelado.

Em nota, a companhia aérea informou que não comentaria o caso, mas garantiu que os passageiros seriam reacomodados em outros voos e pediu desculpas "por qualquer inconveniente" que o episódio possa ter causado. Além disso, a empresa comunicou que vai investigar o incidente.

Mais conteúdo sobre:
Americam airlinepilotoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.