PM encontra homem que seria executado pelo tráfico

Um homem que estava sendo torturado por traficantes foi salvo por policiais militares, na manhã de hoje, na Vila do João, no complexo de favelas da Maré, em Bonsucesso (zona norte do Rio de Janeiro). Perto dele, dentro do porta-malas de um carro roubado, havia um homem morto. Segundo a polícia, aquela área era usada por traficantes como um tribunal informal. Os torturadores conseguiram fugir.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

14 Março 2012 | 19h10

O sobrevivente da tortura não teve sua identidade divulgada. Ele contou à polícia que mora na Parada Angélica, bairro de Duque de Caxias (Baixada Fluminense), onde dias atrás teve início um conflito entre facções criminosas rivais. Confundidos com traficantes adversários, os dois foram capturados e conduzidos à Maré. Durante a tortura, o homem teve um pé decepado e levou um tiro na perna esquerda.

Encontrado pelos policiais durante uma ronda hoje, ele foi levado ao Hospital Geral de Bonsucesso, na zona norte, e não corre risco de morte. O homem morto não havia sido identificado até a conclusão dessa edição. A Polícia Civil vai investigar se o morto e o torturado tinham envolvimento com o tráfico.

Durante a operação, da qual participaram 230 policiais, foram detidos nove suspeitos de envolvimento com o tráfico e apreendidos crack, cocaína e lança-perfume, além de armas e aparelhos usados para embalar drogas.

Mais conteúdo sobre:
polícia tribunal do tráfico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.