PMs protestam por melhores salários em SP

Cerca de mil cabos e soldados de São Paulo que seguiam em carreata com mais de 20 ônibus e vans chegaram à Assembleia Legislativa do Estado (Alesp), no Ibirapuera, às 15h45 desta terça-feira, 22. Em campanha por reajuste salarial, eles partiram por volta das 14 horas da sede da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar, na Avenida Marquês de São Vicente, na zona norte. Às 15h56, a Avenida 23 de Maio, pela qual passou o comboio, era a mais congestionada da capital paulista, com 4,5 quilômetros de lentidão no sentido Aeroporto Internacional de Congonhas.

LAURA MAIA, Agência Estado

22 Outubro 2013 | 16h45

De acordo com a associação, será votado nesta terça-feira o Projeto de Lei 33, que prevê o aumento salarial de 7% para a categoria. Segundo a entidade, a proposta encaminhada ao governo de São Paulo era de 15% de aumento para 2013, retroativo a 1º de março, e de 11% para 2014. "Vim aqui hoje para reivindicar meus direitos. Nosso salário está defasado e não supre as necessidades das nossas famílias", afirmou o sargento Jonas Vieira, de Bauru, interior paulista.

Estão presentes policiais de Araçatuba, São José do Rio preto, Araraquara, Presidente prudente, Ribeirão Preto, Marília, Osasco, entre outras cidades. Eles estão uniformizados com uma camisa azul escura com a seguinte frase: "Reajam!!!, policiais militares". A carreata terá como trajeto as Avenidas do Estado, Tiradentes e 23 de maio.

Mais conteúdo sobre:
Protestos PM SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.