Polícia tira pessoas da rua para passagem do papamóvel

Na esquina das avenidas Rio Branco e Almirante Barroso, no centro do Rio, trecho por onde o papa Francisco deve passar de papamóvel, policiais e agentes de trânsito tentavam, na tarde desta segunda-feira, tirar pessoas do meio da rua, para permitir a passagem do veículo. O público está autorizado a permanecer na calçada, que é separada por grades. Até o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, ajuda na organização. "Apesar dessa confusão, por enquanto tudo está dentro do planejamento", afirmou.

ANTONIO PITA E VINICIUS NEDER, Agência Estado

22 de julho de 2013 | 16h44

Pela manhã, segundo Osório, houve congestionamento nas imediações do terminal rodoviário, por conta da chegada de ônibus com peregrinos

Aeroporto

Houve aglomeração de centenas de pessoas no canteiro central da Estrado do Galeão tomaram uma das pistas para se aproximar da passagem da comitiva do papa Francisco. Os fiéis tomaram uma das pistas para se aproximar da passagem da comitiva do papa Francisco. Quando o portão foi aberto, a população se projetou. O papa passou acenando em um Fiat Idea branco e não houve tumulto. A interrupção da pista ocorreu por poucos minutos. Logo depois da passagem da comitiva, a polícia orientou a voltarem para o canteiro.

Mais conteúdo sobre:
papapapamóvel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.