Sem Adriano, Fla busca se manter na luta pelo título

Duelo contra Ronaldo é adiado de novo. Só a vitória interessa aos cariocas

Leonardo Maia, O Estadao de S.Paulo

29 de novembro de 2009 | 00h00

O tão aguardado duelo entre Ronaldo e Adriano não ocorrerá este ano. O clássico entre Flamengo e Corinthians, hoje, às 17 horas, no Brinco de Ouro, em Campinas, que pode extinguir as pretensões de título do time carioca, não contará com o Imperador, que sofreu uma queimadura no pé e está vetado.

Ironicamente, no primeiro turno foi o Fenômeno que estava machucado, e Adriano acabou decidindo o confronto: 1 a 0, no Maracanã. Agora, é a vez de Ronaldo ser o astro solitário.

"Não poderia ter acontecido num momento pior. Queria muito jogar. Estou disputando a artilharia e o título", disse Adriano, irritado com as especulações de que teria se machucado em uma moto. O atacante lidera a tábua de artilheiros com 19 gols, um a mais que Diego Tardelli, do Atlético-MG.

O substituto ou, como prefere o técnico Andrade, o jogador que entrará no lugar de Adriano é o jovem Bruno Mezenga, das categorias de base e que nunca se firmou entre os profissionais. "Não dá para substituir o Adriano. O Bruno tem de entrar para fazer o seu papel, ser ele mesmo", alerta Andrade, que garante não ter muito a falar. "Vou dizer para ele: aproveita que é a chance da sua vida. Não vou falar muito, pois nessa hora é melhor deixar o jogador tranquilo, não colocar pressão."

"Tenho confiança no Bruno (Mezenga)", disse Adriano, que prometeu ir a Campinas motivar os companheiros.

A ausência do Imperador terá de ser assimilada rapidamente pelos outros jogadores. Há duas rodadas do fim, o Flamengo está a um ponto do líder São Paulo, 61 a 62, e apenas uma vitória pode colocar o time na ponta para decidir o campeonato com suas próprias forças no Maracanã, dia 6, contra o Grêmio, quando Adriano deve estar de volta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.