Sindicalistas desocupam Delegacia do Trabalho em SP

Os 150 sindicalistas que ocupavam hoje o prédio da Delegacia Regional de Trabalho do Estado (DRT), no centro de São Paulo, deixaram o local por volta das 17 horas, depois do agendamento de uma reunião com o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, no dia 21 de junho, em Brasília.

JOÃO PAULO CARVALHO, Agência Estado

15 Junho 2011 | 19h00

Os manifestantes, que representam mais de 50 sindicatos do Estado de São Paulo, reivindicam reformulações no Ministério do Trabalho e reclamam da falta da fiscalização. Eles também exigem a saída do superintendente da Delegacia Regional de Trabalho, José Roberto Melo, e a abertura de concursos públicos para auditores fiscais.

Segundo Alexandre Almeida, presidente da Federação dos Trabalhadores em Auto-Escola, Centro de Formação de Condutores, Despachantes e Transporte Escolar do Estado de São Paulo (Fetraadete), a reunião pretende levar para Brasília as reivindicações já relatadas em um documento já entregue ao superintendente José Roberto de Melo no mês de maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.