SP confirma total de 179 mortes por gripe suína

A Secretaria de Saúde de São Paulo informou hoje que até o momento 179 pessoa morreram no Estado por infecção causada pelo vírus Influenza A (H1N1), conhecido como gripe suína. No boletim epidemiológico anterior, divulgado no dia 14 deste mês, a secretaria confirmou 134 óbitos em decorrência da doença. Em nota, a Secretaria "reforça a orientação para que pessoas com sintomas de gripe sigam as orientações de seu médico quanto ao isolamento domiciliar e medidas de higiene, como lavar as mãos, usar lenços ao tossir ou espirrar e não compartilhar objetos pessoais, como copos e talheres".

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

21 Agosto 2009 | 19h22

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse hoje que o medicamento Tamiflu deve ser dado a pessoas particularmente vulneráveis à gripe A H1N1, uma advertência a países como a Grã-Bretanha, onde a droga é distribuída livremente. Segundo a agência da Organização das Nações Unidas (ONU), pessoas saudáveis que contraiam versões leves e moderadas da doença não precisam do medicamento, mas jovens, idosos, grávidas e pessoas que tenham problemas de saúde devem ser medicadas com Tamiflu. O uso liberado do medicamento pode levar a um vírus mais resistentes, o que diminuiria os recursos para lutar contra a doença.

Mais conteúdo sobre:
gripe suínamortesSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.