SP sai do estado de atenção; chuva derruba árvores e alaga ruas

Tempestade atingiu parte da capital por cerca de uma hora nesta tarde; semáforos de algumas vias apagaram

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

20 Janeiro 2009 | 15h31

A forte chuva que atingiu a capital paulista na tarde desta terça-feira, 20, provocou alagamentos, apagou semáforos e derrubou árvores em várias regiões da cidade. Às 16 horas, as pancadas de chuva perderam força e o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura a suspendeu os estados de atenção para as zonas norte, leste, sudeste e para regiões central e da Marginal do Tietê.   De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 16h30, eram contabilizados 13 pontos de alagamento, sendo um intransitável na Rua José Bernardo Pinto, sentido único, junto à Rua Miguel Mentem, na zona norte da capital. Pelo menos cinco semáforos estavam apagados .   Ainda segundo a CET, a queda de árvores interditava ao menos três vias: Rua Justiniano Carranza, altura do número 5, sentido centro; Rua General Gaudie Ley, altura do número 178; Avenida Antonio Gonçalves Viana, altura do número 96.   Segundo o CGE, a chuva foi provocada por uma frente fria que passa ao largo do litoral do Sudeste, organizando áreas de instabilidade a partir do oeste do Estado de São Paulo. Além das regiões em estado de atenção, as chuvas atingira as cidades de Mogi da Cruzes, Suzano, São Bernardo do Campo e Taboão da Serra, na Grande São Paulo.   Pedestre ua a criatividade para tentar não molhar os pés com alagamento no Canindé, no centro    Atualizado às 16h59

Mais conteúdo sobre:
chuvasSão Paulotrânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.