Subprefeitura fecha boate irregular em Moema, em SP

A Subprefeitura da Vila Mariana fechou, na tarde de hoje, a boate Café Moulin Rouge, na Avenida dos Bandeirantes, em Moema, zona sul de São Paulo. A interdição ocorreu menos de 24 horas depois do gerente da casa ser preso em flagrante pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) sob acusação de favorecimento à prostituição. A polícia constatou ainda o desvio de finalidade do local, uma vez que a atividade "casa de prostituição" não é permitida.Após a descoberta da situação irregular, o subprefeito da Vila Mariana, Fabio Lepique, recusou hoje um Termo de Consulta de Funcionamento (TCF) para "bar, casa de shows, boate, danceteria, pensão, hospedaria, pousada e dormitório", protocolado na subprefeitura pelo estabelecimento, e determinou a interdição do Café Moulin Rouge. A decisão, que deverá ser publicada no Diário Oficial da cidade, também será enviada à Secretaria de Habitação, onde atualmente é analisado um processo de anistia da boate.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

23 de novembro de 2007 | 17h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.