Técnica japonesa permite controle em mundo virtual com força de pensamento

Expectativa é de que tecnologia possa, um dia, ajudar pessoas com paralisia.

BBC Brasil, BBC

30 de novembro de 2007 | 06h55

Pesquisadores da Universidade de Keio, no Japão, estão desenvolvendo uma tecnologia que permite que personagens de mundos virtuais, como o Second Life, sejam controlados com o pensamento do participante.Eletrodos ligados à cabeça detectam alterações nos impulsos elétricos relacionadas à atividade do cérebro. A informação é interpretada por um computador.Em outras palavras, é só pensar com força em ir para a esquerda e o personagem virtual vira à esquerda.Os pesquisadores esperam que a tecnologia possa, um dia, ajudar pessoas com paralisia a ter mais liberdade, usando computadores para fazer tarefas apenas com a força do pensamento."Quando as pessoas estão paralisadas, é claro que suas vidas ficam limitadas porque não podem usar as mãos e os pés", diz Junichi Ushiba, pesquisador da Universidade de Keio."Mas com essa tecnologia, podemos interpretar a intenção delas de se mover, dando oportunidade para que elas abram seus próprios negócios ou falem com outras pessoas na internet." Segundo Ushiba, isso ainda está longe de acontecer. Mas espera-se que, no futuro, uma tecnologia semelhante possa ajudar a criar membros cibernéticos controladas apenas com o pensamento.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.